Profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? Ez.34:2. Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR.

16 de abr de 2010

PASTOR SEM BÍBLIA



O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. Oséias 4:6.

Esta pesquisa serve para abrir os olhos de muitos que estão quase cegos. O meio dito "evangélico" está passando por uma das piores crises. Na realidade, 50% é uma estatística muito bondosa. O maior problema é realmente a falta de conhecimento tanto de líderes (pastores, diáconos) e dos próprios membros não estudam a Palavra de Deus. Quero analisar alguns motivos retratados na pesquisa.
     O primeiro motivo é que falta tempo! Falta de tempo? A questão é falta de prioridade. Os pastores estão se ocupando com coisas que não são importantes. Devem ter a atitude de Maria e não a de Marta! Jesus disse que Marta andava inquieta e preocupada com muitas coisas. Maria porém assentou-se aos pés de Jesus e ouvia a Sua Palavra. Lc.8:32-42. Não estão os pastores ocupados com muitas coisas e esquecendo de se "assentar" aos pés de Jesus? Falta tempo porque falta prioridades. Precisamos ter em mente que precisamos ter prioridade em nossa vida. A prioridade deve ser sempre a Palavra de Deus, não somente na leitura da Palavra em um ano, ou dois, mas também na prática da Palavra no nosso viver diário.
Temos um princípio importantíssimo na Palavra de Deus em Atos. Quando houve murmuração dos gregos contra os hebreus por suas viúvas estarem sendo desprezadas no ministério cotidiano, os doze, convocando a multidão, disseram que não era razoável abandonar a Palavra de Deus para servir as mesas. A decisão foi que escolhessem sete homens para esse negócio. Era o ministério cotidiano (distribuição diária) menos importante? Não! Os doze disseram que era um importante negócio, mas não era a principal atividade dos doze! Eles não tinham essa função específica que depois veio a ser a dos diáconos. Os doze disseram que tinham que se dedicar mesmo era a oração e  o ministério (pregação) da Palavra. At.6:1-6. 
     É interessante notar que esse parecer contentou toda a multidão. v. 5.Será que os crentes estão aplicando essa verdade em suas vidas? Será que eles estão privilegiando o ensino de oração e pregação dos seus respectivos pastores? Será que ele não tem mais seu gabinete de estudo para cumprir expediente, de estudo, oração sem ser incomodado?
     Outra triste constatação diz que o pastor tem que "fazer tenda" por necessidade. Ele tem que trabalhar fora para ter seu sustento completado. Será que a igreja tem tido a preocupação e a visão de pagar um salário justo ao seu pastor? Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário. I Tm.5:18. Muitos ainda acham que ser pastor é ser "folgado", "descansado". Não tem o que fazer. Não se preocupam com o sustento do pastor e ainda criticam achando que está suprido até demais. Os que se dedicam são merecedores de duplicada honra: "Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina". I Tm.5:17. (há casos e casos, mas no geral é isso que a Bíblia ensina)
     Ainda tem a falta de disciplina desses pastores. Muitos não estão interessados em estudar arduamente a Palavra de Deus. Não gastam tempo na Palavra. É falta de compromisso com Deus e Sua Palavra. 50% não lê a Bíblia toda porque não quer, tem preguiça ou acha que a Palavra de Deus não é viva e eficaz. Só leem aqueles textos que lhes agradam, e muitos outros textos nunca foram pregados por esses pastores. Estão envolvidos com a teologia da prosperidade, com a teologia da auto-estima, com a  sua própria egologia. 
     Diante dessa falta de conhecimento bíblico, falta de compromisso com Deus, o que sobre é uma vida sem poder, sem efeito, uma vida na grande maioria das vezes medíocre. Sem falar dos escândalos, tanto morais como teológicos! (Veja aí o Clube de 1 Milhão de Almas e do pastor e cantor Davi Silva, que mentia em seus testemunhos). A Bíblia diz que fazer a obra de Deus de forma relaxada é maldição. "Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR fraudulosamente; e maldito aquele que retém a sua espada do sangue." Jr.48:10.
   Em Oséias 4:6 muitos não levam em conta o que está dito no versículo! "porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim!" Não estão já esses homens reprovados por Deus por causa do seu abandono da Palavra? Por terem se esquecido da lei do "seu" Deus? Muitos com certeza sim"
    Concluindo, vemos que a situação é caótica e os culpados são todos: desde os pastores e líderes que não se preocupam em aprender e ensinar, até os membros que não se preocupam em aprender e aplicar em suas vidas. Na minha estatística vejo que 50% tem que se converter, 45% tem que se arrepender e 5% tem que perseverar na oração e no ensino da Palavra (expositiva) para não cair no opróbrio e no laço do diabo.
                                                                                                                                       fonte no link acima

Nenhum comentário:

Mais Comentados

Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. Jo.1:17
Sua visita ao blog casanarocha é motivo de grande alegria. Que Deus abençoe ricamente.