Profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? Ez.34:2. Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR.

04/12/2010

Pela manhã semeia a tua semente e à tarde não retires a tua mão. Ec.11:6

Pela manhã semeia a tua semente e à tarde não retires a tua mão. Ec.11:6.  Ao lermos esse versículo podemos aprender muitas verdades espirituais para aplicarmos ao nosso evangelismo. A primeira verdade espiritual é que semear exige obediência à Palavra de Deus. Deus diz: - Semeia a tua semente. Cada crente tem essa missão! É a tua semente. Sabemos que é uma obrigação nossa. O apóstolo Paulo expressa essa verdade em 1 Co.9:16 “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação, e ai de mim, se não anunciar o evangelho.
Por outro lado, o apóstolo sabia que além de obrigação era uma graça de Deus! Ele diz isso em Ef.3:8 “A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça, de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo.” Ele era o que era pela graça de Deus. I Co.15:10. O apóstolo sabia que era o maior privilégio que um homem podia receber nessa vida e expressa isso em 2 Co.5:20 “ De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus.
A segunda verdade espiritual é que semear exige trabalho. Semear não é uma atividade fácil, exige esforço físico também. É preciso um trabalho perseverante. O pregador diz no versículo duas expressões que denotam tempo: “pela manhã” e “pela tarde”! Precisamos perseverar por toda a nossa vida. V.6.
Temos trabalhado pela manhã e pela tarde? O pregador diz que devemos nos lembrar da noite também. Certamente suave é a luz e agradável é aos olhos ver o sol. V.7, porém, devemos nos lembrar dos dias das trevas. V.8. Jesus disse que a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Jo.9:4. No versículo 9 Deus diz que trará a juízo todas as coisas. Nós os crentes vamos nos arrepender de ter vivido como o jovem que andava pelos caminhos do seu coração e não se dedicou a Deus.  Em Ec.3:15 vemos que Deus pede conta do que passou.I Co.3:13-15) Moody foi um pregador perseverante. Ele fez um voto com Deus de pregar o evangelho a pelo menos uma pessoa por dia. Depois de um dia de muito trabalho, ele se lembrou que não havia cumprido a promessa daquele dia. Já na cama, no frio inverno, tarde da noite, ele foi tentado a dormir sem cumprir sua promessa. Mas, jamais poderia fazer isso, falhar com Deus. Levantou-se, agasalhou-se e saiu. Encontrou apenas uma pessoa na rua e pregou para ela. O homem se converteu! tornou-se um bom professor da Escola Bíblica. 2 Co.8:23.
É preciso também um trabalho exaustivo. “A tarde não retires a tua mão.” V.6. não podemos ter descanso em nossa missão. No cristianismo não existe férias, nem feriado prolongado. Mas infelizmente muitos de nós crentes vivemos como estivéssemos sempre de férias. Jesus diz em Jo.5:17: “- Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. O apóstolo Paulo agradeceu a muitos crentes que se esforçaram sobremaneira na obra de Deus. Em Rm.16:6, vemos que Maria trabalhou muito por nós; assim como a amada Pérside, v.12, e Trifena e Trifosa ´mulheres incansáveis na obra de Deus. O próprio apóstolo é exemplo dessa verdade espiritual. Deus diz que ele trabalhou muito mais do que todos eles. I Co.15:10b. O apóstolo diz: “Não eu, mas a graça de Deus que está comigo. Podemos nos dedicar ao trabalho do Senhor de forma perseverante e incansável, pois Deus promete Sua graça a cada um de nós, até a consumação do século.
A terceira verdade espiritual é que semear exige dependência de Deus. V.6. Não podemos nos enganar achando que se formos obedientes a nossa missão e trabalharmos com persistência e disposição teremos grandes resultados em conversões. É Deus quem dá o crescimento. Segundo I Co.3:6,7, nem o que semeia é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus que dá o crescimento. É preciso dependência total de Deus para realizarmos a nossa missão. Devemos orar por novas conversões mas não devemos criar métodos para “ajudar” Deus a converter as pessoas. Spurgeon, já na sua época, preocupado com uma ênfase exagerada no número de conversões, disse: Há muito tempo deixei de contar cabeças. Ele entendia a necessidade de conversão de almas, a necessidade da pregação genuína, mas sabia que a conversão era uma ação vinda do alto, não da terra. Devemos pregar para todos, pois não sabemos quem vai se converter, qual das sementes prosperará, se esta ou aquela, ou ambas. V. 6. Ou até mesmo nenhuma delas! Em Is. 55:11 lemos que a Palavra de Deus não volta vazia, ela sempre faz o que é da vontade de Deus sem falhar. O Evangelho é o poder de Deus para a salvação. Rm.1:16.
Semear dependendo de Deus é descanso para nossa alma cansada da jornada. Sabemos que temos asseguradas muitas bênçãos espirituais e materiais até. Quando Isaque semeou na terra de Gerar, e colheu no mesmo ano cem medidas, foi o Senhor quem o abençoava até que se tornou mui poderoso.  Gn.26:12. Quando semeamos dependendo de Deus podemos contar com as bênçãos infinitas do Senhor. “Deus nos abençoa muitas vezes cada vez que nos abençoa”. (spurgeon). Deus promete em Sua Palavra que todo(a) aquele(a) que semeia, a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria trazendo consigo os seus molhos. Sl.126:6. No Senhor, o trabalho, não como o descrito em Eclesiastes, em vão. Pelo contrário, Deus não é injusto para se esquecer da nossa obra: “Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis.” Hebreus 6:10
pastor Victor

Nenhum comentário:

Mais Comentados

Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. Jo.1:17
Sua visita ao blog casanarocha é motivo de grande alegria. Que Deus abençoe ricamente.